20

February

Operando rompimentos dentro e fora do gráfico – parte I

Operar rompimentos é uma arte. Há quem olhe apenas para os números e, talvez assim, fique difícil de entender minha opinião. Um mais um são dois e ponto final. Para mim, um mais um ás vezes são três.  Ou quatro. E assim nasce uma família.

Mas como sempre falo, tudo depende de como olhamos para o mercado e para nós mesmos.

Porém, pensando somente nos números, muitas vezes buscamos uma exatidão que dê colo para a nossa necessidade de controlar nossos resultados no mercado. Aguardamos o centavo perfeito que dê asas para nossa operação. Porém, mesmo com lindas asas, sinais confirmados diante de nossos olhos e um conhecimento já crescidinho, mesmo assim o trade não voa.  Rompimento falso?

Tenho para mim que não. Rompimento legítimo.

Rompeu sem a menor sombra de dúvida. Mas não foi necessariamente a zona de preço. O que muitas vezes não percebemos é que uma  simples operação pode romper muito dentro de nós. Rompe com nossa paciência, com nossa seqüência de trades com lucros, ou prejuízos, com nossa autoconfiança, com nossa insegurança, com nossas ilusões de que  ter somente conhecimentos operacionais nos levarão aos resultados sonhados. Ou em franco delírio.

É uma bela estratégia aprendermos mais sobre os nossos rompimentos internos. Com olhar atento àqueles que não geram lucros. Àquilo que poderia ter fluido, mas não teve força suficiente. Àqueles números, preços, afetos, mágoas, alegrias, dores, perdão, habilidades, stops afetivos que correm o risco de ficar tempo demais aguardando uma certa força que vem da alma para que possam  ir em frente. No mercado,  um bom rompimento tem a intenção de continuidade, seguir caminho. É uma oportunidade. Os lucros que valem a pena moram nos movimentos que escolhemos fazer ou acompanhar.

Que na vida a gente aproveite este ensinamento.

Pois é preciso identificar aquilo que precisa de um empurrão para acontecer. Dentro e fora do mercado.

Fernanda Nunes Gonçalves

 

 

 

 

 

Share Button

This entry was posted on Monday, February 20th, 2017 at 10:57 pm and is filed under Valores. Follow the comments through the RSS 2.0 feed. You can post a comment, or leave a trackback.

Leave a Reply