27

fevereiro

Sobre o filme Truque de Mestre

Aparentemente o filme Truque de Mestre mostra o caminho que quatro ilusionistas estão percorrendo em busca do pote de ouro no fim do arco-íris, enquanto encantam o público com suas mágicas. Mas ao olharmos melhor, o filme nos convida à refletirmos como estamos percebendo as coisas, e à nós mesmos. Será que estamos enxergando direito aquilo que está diante de nossos olhos? Será que estamos percebendo onde, de fato, a vida está acontecendo? Ou estamos com olhar fixo para determinada cor, para determinada situação e, assim, esquecendo que a vida é composta por inúmeras cores e combinações?

Um dos personagens, durante o filme, diz: Olhe atentamente, porque quanto mais perto você pensa que está, menos você verá.  Nossa! Que sacada! A mágica brinca com nossos sentidos. Ela acontece bem diante de nossos olhos…abertos! E nos mostra que, nem sempre, enxergamos aquilo que está bem perto de nós.

Na vida acontece um fenômeno muito parecido!

E é, muitas vezes, nessa certeza de que estamos de olhos bem abertos e atentos, que perdemos o que, de fato, faz sentido viver.

Olhamos, mas será que estamos vendo? Será que estamos percebendo onde, de fato, a mágica ou a magia estão disponíveis?

Buscamos longe as respostas que moram dentro, no nosso corpo, naquilo que sentimos, contanto que a gente escute. Buscamos segredos de mágicas nas mangas alheias, sendo que todos os segredos estão disponíveis na maneira como percebemos as coisas e a nós mesmos. Se ampliarmos nossa percepção, provavelmente descobriremos segredos das mágicas, de nós mesmos e, também, do mercado financeiro.

Pois a ironia é que a mágica é a mesma para todos aqueles que estão olhando. A dor de uma perda vai ser percebida de acordo com o olhar interno de cada um. Para uns será um tombo, para outros um castigo e para outros uma oportunidade de aprendizado.  O que estamos vendo e sentindo também é dor. Mas ao ampliarmos nosso olhar, existe algo mais. Sei por experiência própria. Existe evolução, superação, compaixão. Nem sempre vemos esta parte da mágica. Mas ela está lá. Acessível para quem aceitar percebê-la.

É preciso ficar atento para onde estamos olhando e dando nossa atenção quando a mágica ocorre, quando a vida acontece. Será que estamos olhando para aquilo que verdadeiramente importa, ou estamos apenas curiosos e deslumbrados com as aparências?

Como o personagem diz no filme: “Quando o mágico acena com a mão e diz Aqui é onde a magia está acontecendo é porque o verdadeiro truque está acontecendo em outro lugar”.

Que a gente se permita ampliar nosso olhar e perceber onde, realmente, a mágica está acontecendo, além daquilo que estamos vendo e vivendo. Existem as cenas, as situações na nossa vida e existe algo maior, do qual fazemos parte mas, nem sempre, nos permitimos perceber.

Acredito que a mágica esteja lá.

Não estamos sendo enganados ou iludidos, apenas estamos tendo a oportunidade de perceber melhor o que realmente importa.

Fernanda Nunes Gonçalves

Share Button

This entry was posted on segunda-feira, fevereiro 27th, 2017 at 11:11 pm and is filed under Vínculos. Follow the comments through the RSS 2.0 feed. You can post a comment, or leave a trackback.

Leave a Reply