O que o trader faz depois de alcançar a consistência lucrativa nos seus trades?

A consistência que se busca incansavelmente muitas vezes está à um autoconhecimento de distância. 

Existem milhares de conteúdos gratuitos na internet e tantos outros através de cursos. Ao alcance da mão. Porém, são conteúdos. Mas, sobre nós mesmos, apenas olhando para dentro.

E vem a reflexão:

Quem somos nós quando alcançamos nossas metas? Quem somos nós quando, após uma longa caminhada chegamos ao nosso primeiro destino estabelecido?

Em um primeiro momento parece ser muito bom. Mas há quem tenha dificuldade com isso e, por esta razão, o auto boicote se faz presente também aqui. Há quem  sinta que, após conseguir alcançar seus sonhos, ficará sem objetivos. E isso pode causar medos e paralisia, entre outros bichos.

É como se existisse uma curva imaginária. Eles chegam perto do topo e quando percebem que estão perto demais e não conseguem visualizar outros objetivos, começam a descer. É como se fosse uma correção do movimento: antes subida, agora descida. Para depois voltar a subir e assim vira um passeio em uma das montanhas russas mais caras que existe.

Vejo a atividade de trader como uma verdadeira benção. Para mim é um presente. Não é perfeita e nem deve ser idealizada, mas oferece um presente diário: tempo e condições financeiras para aproveitá-lo em família ou sozinho. De acordo com o que é possível para cada um.

É obvio, que para isso acontecer é necessário que a gente atreva-se em um caminho que nos desafia constantemente.

E qual caminho não é um desafio?

A ironia é que a consistência lucrativa nos trades geralmente é resultado de uma persistência em uma estrada de muito aprendizado, tanto teórico quanto emocional.

Mas e depois? Depois da tormenta dos primeiros aprendizados e primeiros erros, o que vem? Continuar operando ao infinito e além?

Este momento pode ser um divisor de águas. Conquistar a auto permissão para alcançar os objetivos que nós mesmos escolhemos, ás vezes é mais difícil que encarar o mercado. 

Ir em frente significa,na minha opinião, honrar esse presente que é ser trader e fazer algo muito bom a partir daí. O que pudermos fazer para colocar o bem em movimento.

Saber se posicionar diante da vida e do mercado é o que separa meninos de homens.

Ir em frente com amor e gratidão para administrar as finanças, o presente e o futuro.

Este para mim é o próximo passo!

Abraço

Fernanda Nunes Gonçalves

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *